Agroindústria, Indústrias, Legislação, Resíduos

Por que o plano de gerenciamento de resíduos sólidos é importante? Entenda!

outubro 23, 2018
por-que-o-plano-de-gerenciamento-de-residuos-solidos-e-importante-entenda
Tempo de leitura 3 min

Uma grande empresa tem diversas responsabilidades, inclusive, um compromisso com o meio ambiente. Isso porque, se não houver uma gestão correta dos resíduos produzidos, pode contribuir para a poluição ambiental e, consequentemente, trazer efeitos negativos para a saúde da população.

Para operar, as empresas precisam ter o licenciamento ambiental. E um dos requisitos deste processo é apresentar um plano de gerenciamento de resíduos sólidos. Mas, afinal, o que é esse documento? Continue a leitura e descubra para que serve e como deve ser feito.

O que é o plano de gerenciamento de resíduos sólidos?

Trata-se de um documento que identifica o tipo e a quantidade de resíduo gerado por uma empresa. Ele indica a forma de manejo de todas as etapas, desde a produção até a disposição final, passando pelo armazenamento, transporte, transbordo, tratamento e reciclagem.

O plano é obrigatório desde 2010, com a aprovação da Lei 12.305, que estabelece a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Ele faz parte do processo de licenciamento ambiental e apontará, basicamente, como a organização trata os resíduos produzidos por ela, a fim de evitar a poluição, destruição da flora e fauna, além de transmissão de doenças para a população local.

Empresas geradoras de resíduos industriais, dos serviços públicos de saneamento básico, de saúde, da construção civil e químicos devem ter um plano.

Como o documento deve ser feito?

O primeiro passo para construir o plano é fazer uma mobilização entre os funcionários. O diálogo é importante para que todos se engajem, além de definir quem serão as pessoas para atuar diretamente na apresentação, validação e fiscalização da estratégia.

Depois, é preciso fazer um diagnóstico da situação atual. Quantificar, identificar a origem e características do resíduo produzido. Além disso, deve-se fazer um levantamento sobre a empresa para entender as especificidades e como ela poderá cumprir o plano.

Chegou a hora de definir as estratégias e diretrizes. Aqui, é preciso identificar como será feita a limpeza e manejo dos resíduos, além do armazenamento, da logística e do tratamento. Em seguida, é necessário estabelecer quais são as metas, como serão implementadas e quem serão os fiscalizadores. Lembre-se que, mesmo depois de implantado, o plano pode sofrer ajustes, caso necessário.

Quais são os benefícios para a empresa?

O plano de gerenciamento de resíduos sólidos é uma ferramenta importante para ajudar na gestão e organização da empresa, além de beneficiar a produção de uma forma geral. Vejamos alguns desses pontos a seguir.

Diminuição de custos

Quando bem elaborado e executado, o plano faz um diagnóstico dos gastos da empresa e consegue identificar se há desperdício, geração excessiva de resíduos e a forma de destinação correta. A partir daí, é possível traçar uma estratégia, inclusive determinar o número de pessoal para atuar nesse setor.

Redução de riscos de acidente

O plano aponta, entre outras questões, a forma correta de armazenar, manusear, transportar e descartar os resíduos. Se feitos do jeito indicado, pode evitar o mau cheiro dentro da empresa e o contato dos trabalhadores com vetores de doenças, por exemplo, a dengue.

Melhoria da imagem

Executar as diretrizes do documento e conseguir resultados pode aumentar a credibilidade de uma organização diante de fornecedores, do mercado e de clientes. Inclusive, aumenta a possibilidade de atrair novos investidores. Sem contar que, em casos de renovação de documentos, como a licença ambiental, o processo será mais rápido.

É preciso deixar de lado essa ideia de que um plano de gerenciamento de resíduos sólidos trará prejuízos para a empresa. Em tempos de tanta preocupação com o meio ambiente e o descarte correto do lixo, uma organização que tem essas metas claras no dia a dia é bem-vista pelo mercado e pelos clientes.

Se você gostou do post, siga-nos no LinkedIn e no Facebook para acompanhar todas as novidades!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up